terça-feira, maio 23, 2017

MANCHESTER

Mais um atentado , mais vítimas, mais uns quantos discursos.

Só que , infelizmente, não me parece ser agora ainda que o Ocidente pare para reflectir nas causas que a nós, roubam segurança e a quem foge das suas casas,  a vida.

Obviamente, estou de coração e alma com todas as vítimas  e isso implica a condenação de quem agride. 

Porém, torna-se crucial e urgente uma tomada de consciência dos EUA e aliados , cuja  acção no Oriente ( e não só)  tem sido calamitosa , dúbia e orientada pelos seus interesses  , sem olhar a meios para atingir os seus objectivos.

Como é possível que aquele humanóide eleito pelos estado-unidenses fale acerca dos "falhados " e da "união dos países contra o terrorismo "  escassos dias depois de fazer uma venda de milhares e milhares de dólares de armamento à Arábia Saudita, financiadora do islamismo mais radical e cujo regime é uma ditadura sinistra onde as mulheres têm - e só recentemente - estatuto de animais ?!

Já agora, qual o motivo do Daesh nunca ter atacado Israel, ponta de lança dos EUA naquela zona geográfica?

A minha compaixão para as vítimas. Todas, não só para as que integram as minhas fronteiras, também para aquelas a quem o Ocidente cinicamente designa por "danos colaterais ".

 

terça-feira, maio 16, 2017

POESIA - CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE

Eu estava sonhando...
E há em todas as consciências
um cartaz amarelo:
Neste país é proibido sonhar.

Arquivo do blogue